Checando o termômetro da saúde

Hoje em dia, muitas pessoas pensam que estão sadios pelo fato de não apresentarem nenhuma doença aparente.

Acreditar nisso é um erro gravíssimo, pois muitas vezes nosso “nível” de saúde apresenta-se muito baixo e na iminência de contrair uma enfermidade, tanto simples quanto complexa.

Da mesma forma que um carro cujo mostrador do nível de combustível encontra-se na reserva e, caso não abasteçamos em tempo o veículo irá parar, assim também acontece conosco, pois nós podemos estar com a saúde em níveis bem baixos, quase que adoecendo.

Se por um lado nosso organismo é forte suficiente a ponto de passar muitos meses ou até anos sem ficar doente apesar de estarmos constantemente com nosso nível “na reserva”, por outro lado ele poderá mostrar-se fraco quando a doença se instalar.

É muito importante avaliarmos nossos hábitos e condutas cotidianas para verificar os níveis de tudo que contribui para uma vida saudável.

Não basta comer. É preciso estar bem alimentado, comendo alimentos ricos em vitaminas, proteínas, carboidratos etc.

A pirâmide da alimentação nos dá uma boa idéia da proporção de cono de cada alimento em nosso dia-a-dia. É muito importante fazermos um estudo do que gostamos de comer, observar e conhecer seus benefícios, termos consciência da quantidade e proporção ideal de cada alimento para nosso organismo.

Não é preciso fazer nenhum controle muito radical, mas devemos ser conscientes e ter o controle sobre o que ingerimos e, conseqüentemente, sobre os resultados dessa ingestão.

Aquele que se alimenta bem pode, sem dúvida nenhuma, fugir da “dieta” vez ou outra. Geralmente fazemos isso nos finais de semana em virtude de várias circunstâncias.

Observe também o seu nível de estresse, ou seja, se existe alguma preocupação em excesso com atividade ou problema específico.

Reflita sobre ele. Avalie seus porquês, intensidade, graus de importância, urgência, dificuldade em resolvê-lo, complexidade etc. Geralmente nos preocupamos muito com coisas que ainda não aconteceram e irão demorar a acontecer.

Devemos dar a cada coisa a importância que ela merece. Nem mais, nem menos, e tudo a seu tempo.

Muitas vezes, em nossa busca pela felicidade, queremos conquistar tudo ao mesmo tempo ou resolver todos os problemas de uma só vez e, sem percebermos somos levados por essa intenção e começamos a nos envolver com muitas coisas simultaneamente.

Por isso é que precisamos pensar, refletir e nos avaliar constantemente. Igual ao “check-up” do carro, às ferramentas de reparo do sistema do computador, da verificação dos níveis de combustível, óleo e água do carro. Dessa mesma maneira, devemos estar atentos aos níveis de nossa qualidade de vida.

Verificando vez ou outra se o carro tem combustível, você evitará “ficar na mão”. Com o tempo essa verificação passa a ser tão automática em sua vida que você não se ocupa muito dela, pois já a conhece e domina.

Conheça, domine e torne automáticas as auto-avaliações, buscando o bem para si mesmo, pois essa é a condição inicial para ajudar aos demais, sejam eles nossos filhos, cônjuges, netos, amigos, ou estranhos necessitados.

Conheça:
https://www.vivervidaplena.com.br/loja/product/libid-gel/